Relatório de Limites de Controle Armazenados e Calculados

Palavras-chave: documentação, relatório, limite de controle, capabilidade, x-mr., encabeçamento, escala móvel, característica variável.

Propósito

Este relatório calcula limites de controle e produz um relatório impresso que compara estes limites calculados com os limites congelados armazenados no DataLyzer®. Os alarmes podem ser configurados, e o relatório impresso indicará quando há uma discrepância significativa entre os limites armazenados e os limites calculados. O relatório é impresso somente para cartas variáveis.

Configuração do Relatório

Para começar a configuração selecione RELATÓRIOS / RESUMOS / LIMITES DE CONTROLE ARMAZENADOS E CALCULADOS da tela principal do DataLyzer®. A seguinte janela aparecerá para que você possa designar as configurações para seu relatório:

Área “Incluir em Relatório”

O canto superior esquerdo da janela da configuração contém uma área intitulada "Incluir em Relatório". Primeiramente, selecione um grupo de dados da caixa de seleção. Quando você escolher um grupo de dados, você pode também selecionar um grupo de impressão, se você desejar, clicando no botão rotulado "Selecionados". Quando você clica no botão "Selecionados" uma outra janela de seleção aparece contendo todos os grupos de impressão disponíveis para o grupo de dados selecionado. Você pode selecionar um ou mais grupos de impressão.

Mais abaixo da área “Incluir em Relatório”, duas caixas de verificação adicionais aparecem: “Apenas Cartas com Alarmes” e “Pl e Plk para amplitude”. Selecione "Apenas Cartas com Alarmes" se seu relatório deve incluir somente as características cujos os limites de controle congelados se encontram em uma ou mais condições de alarme definidas abaixo. O benefício é que o relatório conterá somente as características discrepantes que requerem a atenção sem ser separado das características conformes que não requerem nenhuma atenção. Selecione "Pl e Plk para amplitude" se você quiser que a escala da carta seja analisada junto com a carta de X/BAR ou de X, a qual está feita por padrão.

Área “Cálculos do Limite de Controle”

No campo “Cálculo dos Limites de Controle” você pode colocar o título para o relatório se você quiser dizer algo diferente do padrão “Limites de Controle Armazenados e Calculados".

O número exato de subgrupos a serem analisados pode ser especificado, ou o período de tempo que você desejar que o relatório cubra pode ser designado com a opção "Usando subgrupos entre". Quando você seleciona esta opção, duas caixas de data aparecem: "Início" e "Final". Estas permitem que você defina os dias (inclusive) cujos os dados serão analisados no relatório. Quando você seleciona um período de tempo, você pode ou inserir dados manualmente ou você pode usar o botão com um triângulo para escolher uma data do calendário.

Mais abaixo da área “Cálculo dos Limites de Controle” há uma caixa de verificação “Limites de X-barra usando Amplitude Móvel de X-barra. Esta caixa de verificação é aplicável para a carta de X-MR (onde o tamanho do subgrupo é 1). Sob circunstâncias normais, você calcula os limites para a carta de X-barra baseada no A2 * R-barra. Em situações especiais, pode ser mais apropriado calcular os limites de X-barra baseados na fórmula X-barra + 2.66 * (a escala móvel de médias do subgrupo). Os limites para a carta da escala não são afetados pelas opções acima, são calculados sempre usando as constantes D3 e D4, ou 3.268 para escala móvel.

Porque calcular os limites baseados no X-mr

Em alguns casos, a variação dentro dos subgrupos é muito menor do que entre subgrupos. Neste caso, o SPC recomenda usar Escala Móvel de Carta Individual. Há situações em que a variação do subgrupo é muito maior do que dentro do mesmo, onde você ainda quer usar uma carta X-barra e de escala. Ferramentas e fluxo dos processos são exemplos onde a configuração é de grande influência.

Nestas situações, você pode desejar calcular os limites de controle para a média da carta baseada na variação das médias do subgrupo em vez da variação das escalas do subgrupo. Quando isto acontece, nós calculamos os limites baseados na escala móvel de médias do subgrupo. Este cálculo inclui a flutuação "normal" das médias mas exclui as diferenças entre a variação do subgrupo comparada com a variação do subgrupo. Este método de cálculo dará os mesmos resultados que o método padrão se você tiver um processo com média estável.

Área “Alarmes”

Três alarmes independentes podem ser mostrados no relatório. Estes alarmes, e seus valores padrão inicial (standard), são como segue (Definições para o Pl e Plk são dadas abaixo):

  1. "1" aparecerá na coluna do alarme se o Pl para a média da carta for maior do que 1.2 ou menor do que 0.8;
  2. "2" aparecerá na coluna do alarme se o Plk para a média da carta for maior do que 1.2 ou menor do que 0.8;
  3. "3" aparecerá na coluna do alarme se os últimos limites de controle armazenados no Datalyzer® Spectrum estiverem a mais de 6 meses da data atual;
  4. "4" aparecerá na coluna do alarme se o Pl para a escala da carta for maior do que 1.2 ou menor do que 0.8;
  5. "5" aparecerá na coluna do alarme se Plk para a escala da carta for maior do que 1.2 ou menor do que 0.8;

O Pl e Plk serão calculados somente quando mais de 29 subgrupos estão disponíveis para o cálculo. Alarmes 1, 2, 4 e 5 não serão provocados se os Pl e Plk não forem calculados.

Os alarmes em negrito podem ser mudados de seus valores iniciais mais exatamente para reunir as suas necessidades.

Botão “Visualizar”

O botão “Visualizar” traz uma tela prévia da impressão onde você pode ver o que o relatório irá mostrar quando impresso.

Botão “Imprimir”

O botão “Imprimir” imprime o relatório.

Botão “Para Disco”

A impressão em HTML não é suportada atualmente neste relatório, entretanto o botão “Para Disco” permite que os usuários criem um texto do relatório que pode ser visto dentro de diversos programas da Microsoft®.

O campo do nome do arquivo contém o local e o nome do arquivo. Use o botão “Mudar” para selecionar um novo local do arquivo ou para criar um nome diferente para o arquivo.

A área “Colunas” permite você selecionar a largura das colunas no arquivo. A opção “Largura Fixa” permite uma largura padrão feita pelo DataLyzer Spectrum a ser colocada entre cada coluna. A opção ”Delimitado por Tabulação” coloca põe um espaço da aba entre cada coluna. A opção “Delimitado por Vírgula” coloca vírgula entre cada coluna no relatório.

A área “Incluir” permite o usuário incluir uma informação adicional dentro do relatório. A caixa de seleção “Títulos de Colunas” deixa o usuário incluir títulos no topo de cada coluna. O campo “Outra Informação” inclui outra informação dentro do relatório como grupo de impressão, seleciona datas, e definições de CCIC e CCMT.

Botão “Cancelar”

O botão “Cancelar” volta para a tela anterior.

Relatório Impresso

A figura seguinte é um exemplo de um Relatório de Limites de Controle de Armazenados e Calculados:

A seguir, uma descrição dos elementos no relatório impresso:

Cabeçalho do Relatório

A data no topo do lado direito do relatório indica a data de sua impressão.

Linha

Este é o campo do Departamento / Unidade na primeira parte do arquivo analisado. Somente uma entrada é mostrada.

Grupo de Impressão

Este mostra os grupos de impressão selecionados.

Seleção

Mostra os critérios de busca usados, se a última amostra X # dos subgrupos ou entre a opção de datas filtradas.

No final desta linha mostra o cálculo usado para a média da carta.

Corpo Principal do Relatório

O corpo principal do relatório contém as seguintes colunas:

Parte: O nome da parte. As características para esta parte são mostradas agrupadas abaixo do nome da parte.

Característica: O nome de cada característica.

LIE: Limite Inferior de Especificação.

LSE: Limite Superior de Especificação.

Carta: Tipo da carta, média e escala ou escala móvel X.

Informação do Subgrupo:

Subgrupos NR: Número de subgrupos usados nos cálculos.

OOS: Número de subgrupos com o último valor fora dos limites de especificação.

AVG: Para média da carta (X-Barra), a grande média. Para a escala da carta, a média da escala.

Pp: o índice Pp (veja o Guia do Usuário DataLyzer Spectrum Apêndice A)

Ppk: o índice Ppk (veja o Guia do Usuário DataLyzer Spectrum Apêndice A)

Informação sobre os Limites Armazenados:

Data: a última data configurada dos Limites de Controle é armazenada no DataLyzer.

Proprietário: as iniciais da pessoa que configurou o último limite de controle.

Limite Inferior de Controle: o último limite inferior de controle armazenado no DataLyzer.

Limite Superior de Controle: o último limite superior de controle armazenado no DataLyzer.

Limites Calculados:

Limite Inferior de Controle Calculado: Limite Inferior de Controle calculado por este programa.

Limite Superior de Controle Calculado: Limite Superior de Controle calculado por este programa.

OOC: número de pontos na carta fora dos limites de controle calculados.

PI: PI = ( LSC Armazenado – LIC Armazenado ) / ( LSC Calculado – LIC Calculado )

Plk: Plk = o mínimo de:

    ( LSC Armazenado – grande média calculada ) / 0.5 * ( LSC Calculado – LIC Calculado ) e

  ( grande média calculada – LIC ) / 0.5 * ( LSC Calculado – LIC Calculado )

Alarme: as figuras 1, 2, 3, 4 ou 5 aparecem aqui quando uma condição de alarme ocorre. Se não houver nenhum alarme, a mensagem “OK” aparece.

Relatório Footer ?

Total das características revisadas: este é o número das características analisadas se a caixa “somente mostrar as cartas com alarmes” não for verificada. v

Características com Alarmes: o número de características com um alarme * 100 / total de características revisadas.

Página X de Y: mostra qual página do relatório está começando a visualização (x) fora quantas páginas são incluídas no relatório (Y).

Os valores que dispararam os alarmes são mostrados no relatório, bem como quantos subgrupos são incluídos antes de calcular o Pl e o Plk.

Notas de Aplicação do DataLyzer® Spectrum
Cumprimentos da Stephen Computer Services, Inc.

Número de controle: 24

http://www.datalyzer.com.br