CEP - Controle Estatístico de Processo
Ano IV - Nº 39 - Março/2007
Conseqüências do Turnover

Turnover representa a rotatividade de pessoal de uma empresa. Leve em consideração o valor gasto com treinamento, burocracia contratual, benefícios, encargos, dentre outros para notarmos que uma saída de um funcionário, ainda que com argumentos a favor, é traumática para a empresa.

Quando alguém sai da equipe, as atividades sofrem mudanças que, em maior ou menor grau, afetam a organização. Assim como um motor que pára de funcionar caso alguma engrenagem se deteriore. Perde-se também em conhecimento.

Políticas mais adequadas de contratação, ou a melhor atribuição dos cargos são alternativas para evitar o turnover.

Uma das técnicas de gerenciamento e remuneração de funcionários é denominada gestão holística ou integrada, que consiste na atribuição de benefícios, recompensas e programas educacionais para ajudar a cuidar do bem estar do funcionário.

Para a empresa, além de manter um bom funcionário em seus quadros, também estará formando um possível ocupante para cargos de chefia. A prática do e-learning (aprendizagem a distância) tem se tornado uma prática nas grandes empresas.

A necessidade da aprendizagem se faz necessária, pois os profissionais de hoje não podem mais se comportar como antigamente. Devem se esforçar para desenvolver as novas competências que os tempos atuais exigem, das quais destacam-se:

  • Iniciativa e capacidade de julgamento de liderança
  • Raciocínio critica e criativo
  • Espírito de colaboração
  • Aprimoramento do conhecimento técnico
  • Busca contínua pela qualidade

A retenção de talentos e o incentivo à obtenção por parte dos colaboradores de novas competências profissionais geram benefícios mútuos.

    Fonte:
  • Revista Banas Qualidade - Agosto/2006 (pg. 21)

doutorcep@datalyzer.com.br
Defeitos por Oportunidade (DPO) e Defeitos por Milhão de Oportunidades (DPMO)

Imagine que você precise calcular a capacidade de seu processo, mas você não dispõe de dados do tipo variável, além disso, você quer comparar esta capacidade com a capacidade de outros produtos. Como fazer neste caso?

Para calcular a capacidade para dados do tipo atributo deve-se considerar os defeitos ocorridos em um determinado período. Mas para o cálculo da proporção de defeitos deve-se definir:

Unidade: Um item que está sendo processado, um produto ou serviço entregue a um cliente. Exemplo: um telefone, um empréstimo, uma fatura, um tecido, um atendimento, etc.

Defeito: Uma falha em atender uma exigência de cliente: bloco de óleo do motor com vazamento, ar condicionado que não refrigera, tecido com manchas, fatura errada, etc.

Defeituoso: Uma unidade que contém pelo menos um defeito.

Oportunidade para defeitos: São as diversas chances ou oportunidades para que o produto apresente um defeito. O número de oportunidades de defeitos irá variar de acordo com a complexidade do produto.
Exemplo: o número de oportunidades em um equipamento eletrônico pode ser superior a 3000.

Considerando os dois produtos da figura a seguir:

Anel
Anel
Anel
Robô

Estes são exemplos de produtos com complexidades distintas, quais são as oportunidades de defeitos de cada um?

Produto 1 - Anel: mesmo sendo um produto simples, várias oportunidades de defeitos podem ser identificadas, mas é necessário bom senso para limitar as oportunidades possíveis para o produto. Nesse caso podem ser identificadas três: arranhão, deformação e rachadura.

Produto 2 - Robô: como se trata de um produto muito complexo, existem inúmeras oportunidades de defeito.

Cálculo de medidas baseadas em Oportunidades

Defeitos por oportunidade, ou DPO: Expressa a proporção de defeitos em relação ao número total de oportunidades em uma categoria de produto/serviço.

Defeitos por milhão de oportunidades, ou DPMO: A medida DPO pode ser traduzida para defeitos em um milhão de oportunidades (ou "partes por milhão", PPM). É igual a DPO x 1 000 000 (veja a tabela).

Defeitos por Oportunidade ou DPO Defeitos por Milhão de Oportunidades ou DPMO
Fórmula
Fórmula DPO
Fórmula
DPO x 1.000.000
Exemplo do anel
Fórmula DPO - Exemplo Anel
Exemplo do anel
DPMO = 0,066 x 1.000.000 = 66.000
Exemplo do robô
Fórmula DPO - Exemplo Robô
Exemplo do robô
DPMO = 0,000875 x 1.000.000 = 875

A partir destas medidas pode-se calcular a capacidade de cada processo.

Bom trabalho e até o próximo mês.
http://www.datalyzer.com.br